Salão do Livro Infantil e Juvenil - Santa Tereza Tem
Logo

Salão do Livro Infantil e Juvenil

Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais de 15 a 20 de agosto

Leitores mineiros poderão visitar diversos expositores e participar de extensa programação preparada para o evento, realizado no Parque Municipal, e com entrada gratuita
O encantador universo da literatura poderá ser desvendado e apreciado, na capital mineira, entre os dias 15 e 20 de agosto, durante a terceira edição do Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais.

Neste ano, uma das novidades se refere à localização do evento, que, pela primeira vez, será realizado no Parque Municipal Américo Renné Giannetti. O Salão do Livro abrigará uma feira com mais de 30 expositores, representando diversas editoras. Além disso, contará com espaços para oficinas, apresentações artísticas, lançamentos de livros e palestras. Dentre os convidados desta edição, destaque para os ilustradores e escritores Nelson Cruz, Ronaldo Simões Coelho, Ilan Brenman, Tino Freitas, Luiz Antonio Aguiar, Mario Vale, Claudio Martins, Angela Leite de Souza, Paula Pimenta e Marilda Castanha, a grande homenageada do encontro literário. Todas as atrações são inteiramente gratuitas.

O Salão voltado para  crianças e adolescentes, e, por isso, segundo Rosana de Mont’Alverne, presidente da Câmara Mineira do Livro, revela-se de extrema importância para a consolidação da cultura literária em Minas Gerais, assim como para o fortalecimento das cadeias criativas e produtivas do livro. “Trata-se de espaço fundamental para valorização da literatura infantil e juvenil, ampliação de seu acesso, formação de professores e mediadores de leitura, bem como para fomento de debates sobre literatura, infância, juventude, educação, cultura e cidadania”, ressalta Mont’Alverne, para quem a literatura é uma possibilidade de ampliação de horizontes. “No momento em que o país se vê afundado numa crise política, econômica, moral e ética, a literatura emerge como oportunidade de ressignificar experiências e tomar um caminho novo, com repertório renovado, que solidifique uma base para a vida de nossas crianças e adolescentes”, completa.

A expectativa é receber mais de 100 mil visitantes durante os seis dias de evento. Entre eles, alunos das escolas públicas e da rede municipal de Belo Horizonte e região, que terão a oportunidade de escolher seus próprios livros e, ainda, de participar das diversas atrações do Salão. A Secretaria Estadual de Educação de Minas Gerais levará 3 mil estudantes da rede estadual para visitar o evento, e cada um deles receberá um vale-livro, assim como os professores que os acompanharem. Já a Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Belo Horizonte levará 10 mil alunos, que também receberão vale-leitura, como parte do programa “Leituras em Conexão”, desenvolvido pela SMED.

Toda estrutura do Salão do Livro será montada na alameda principal do Parque Municipal, próximo da entrada da Avenida Afonso Pena. Serão mais de 30 expositores, que representam mais de 200 editoras. Estarão presentes grandes grupos nacionais, como Cia. das Letras, Record, Ática e Rocco, assim como tradicionais editoras mineiras, de porte variado, a exemplo de Lê, Miguilim, Autêntica, Aletria, Mazza e Dimensão. Estarão presentes, ainda, editoras novas ou independentes, como Cora, Viajante do Tempo e Cuca Fresca. Como se pode ver, o leitor terá variada gama de opções.

No Teatro Francisco Nunes, o público poderá assistir a diversos espetáculos, além de participar de bate-papos com ilustradores e escritores. Em exposição com trabalhos de Marilda Castanha, homenageada do evento, as pessoas poderão conhecer a arte da ilustradora, que já recebeu diversos prêmios nacionais e internacionais.

O Sesc em Minas levará ao Salão do Livro uma programação diversificada, com apresentações do Coral Jovem Sesc, da Cia. Sesc de Dança, além da Mostra Literária Paulo Leminsk e contação de histórias todos os dias. O “Palco Sesc“ receberá espetáculos musicais e a presença de grandes artistas da literatura oral.

Os jovens também poderão participar de várias oficinas do “Rede Social: espaço jovem”. Já o “Encontro Marcadinho” permitirá, aos leitores, contato direto com autores, que lerão trechos de suas obras. Além disso, é claro, haverá inúmeros lançamentos de livros no espaço dos expositores.

De acordo com o escritor Leo Cunha, curador do Salão do Livro, a programação do evento foi pensada de modo a atingir três públicos: crianças, adolescentes e adultos. “As mesas tentam, ao mesmo tempo, estar próximas da realidade de leitura dos jovens, abordando o que essa turma realmente lê. Os adolescentes, por exemplo, se interessam muito pela literatura de terror, por séries e sagas; as crianças, pelo lúdico, pela poesia. Por outro lado, também oferecemos mesas que fazem uma reflexão sobre aspectos estéticos e literários. Queremos esse equilíbrio entre o livro como produto que está no mercado, e é comprado, lido e discutido, e como objeto que abriga a arte da palavra”, destaca.

A realização do 3º Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais é da Câmara Mineira do Livro com patrocínio da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, por meio da Lei Municipal de Incentivo a Cultura e do Banco Mercantil do Brasil, parceria Cultural do Sesc e apoio da Globo Minas, do Governo Federal por meio do Ministério da Cultura, CBTU, Prefeitura de Belo Horizonte, Hotéis Othon, Puc Minas, Buena Onda e WorkTab. O Café Literário conta com o apoio do Centro Universitário Estácio, da A Cozinha de Cheiro e da Escola de Música Som Maior.

Marilda Castanha, homenageada do Salão do Livro

A ilustradora e autora Marilda Castanha será a grande homenageada. Uma exposição com alguns de seus trabalhos ficará aberta durante o evento. No dia 18 de agosto, a escritora também participará de um bate-papo ao lado de Claudio Martins, com o tema “A ilustração que conta histórias”. “Fico muito contente pela iniciativa de se homenagear uma ilustradora. Isto porque se trata de uma celebração da imagem e, consequentemente, da narrativa da imagem, na configuração que ela tem. Não que a ilustração seja mais importante que o texto; o importante são as histórias contadas por meio deles. Vejo que é sempre momento para descobrir como as histórias podem ser contatadas com as imagens”, ressalta a artista.

Marilda Castanha nasceu em 1964, em Belo Horizonte. Em 1992, fez o primeiro livro sem texto, Pula, Gato! Uma História. Em 1997, escreveu e ilustrou Pindorama, Terra das Palmeiras, que ganhou, no Brasil, os prêmios Jabuti (ilustração) e melhor ilustração pela FNLIJ; já no exterior, a obra recebeu o Prix Graphique Octogone. Em 2017, a artista foi conderada com o prêmio Nami Concours, na categoria Purple Island, no festival NamBook, na Coreia do Sul.

Dentre as principais obras de Castanha, destaque para Pula, Gato! Uma História (Scipione), Mil e uma estrelas (SM), Fases da lua e outros segredos (Peirópolis), Porta a Porta (Saraiva), Contos Ortográficos (Abacatte), Brincadeira de Sombra (Global), e Pindora, terra das Palmeiras (Cosac Naify).

Escritores convidados

Alessandra Roscoe, Angela Leite de Souza, Anna Cunha, Beatriz Myrhha, Benita Prieto, Celso Sisto, Claudio Martins, Cristina Agostinho, Fabíola Farias, Flávia Péret, Flavio Fargas, Heloisa Davino, Ieda de Oliveira, Ilan Brenman, João Marcos, Jorge Fernando dos Santos, Leo Cunha, Lourdinha Mendes, Luís Giffoni, Luiz Antônio Aguiar, Marcos Mota, Maria Antonieta Cunha, Maria Mazzarello, Mariângela Haddad,  Mauro Martins, Mario Vale, Maurilo Andreas, Nelson Cruz, Neusa Sorrenti, Paula Pimenta, Ronaldo Simões Coelho, Rosa Amanda Strausz, Rosana de Mont’Alverne, Rosana Rios, Sônia Barros,Tino Freitas e Vanderlei Timóteo.

Programação permanente:

– Exposição da ilustradora homenageada pelo 3º Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais: Marilda Castanha
– Projeto Container Literário: Doe e ganhe um livro
– Espaço Leituras em Conexão da Secretaria Municipal de Educação

Clique aqui e confira a programação e os horários das atividades

Anúncios