Barraquinhas e shows na Festa das Padroeiras - Santa Tereza Tem
Logo

Barraquinhas e shows na Festa das Padroeiras


Barraquinhas e shows na Festa das Padroeiras, no final de semana, em Santa Tereza

Pra quem não resiste a uma quermesse, a um forró, música sertaneja original ou a um bom show de MPB, este final de semana, as comemorações da Festa das Padroeiras, além dos rituais e solenidades religiosas e de pastoral, terá também muita música, barraquinhas e projeto Santa Leitura.

Confira a programação

Sábado, dia 14
Missas às 7h, 16h (Missa da saúde) e 19h Missa Sertaneja com Johny Marcos e Maurinho.
Após a missa, 20h, tem barraquinhas com guloseimas como era costume antigamente. Um ponto de encontro de amigos e familiares para se deliciar com as comidas preparadas pelos voluntários, como churrasco, cachorro quente, salgados e doces.

A quermesse será animada pelo som de Marcos Valenthe e Ricardo Picardi (mestre Kaika), no show Dois na Noite.

Sobre Johny Marcos e Maurinho

Johny Marcos e Maurinho são irmãos e começaram a cantar com 14 anos. Eles são acompanhados pelos outros irmãos, Ed Batera, pelo Tiago, saxofonista, pelo baixista, Edmilson e pelo amigo sanfoneiro, Guido.

A dupla já gravou sete CDs, sendo um deles músicas sertanejas adaptadas para a Santa Missa. O repertório vai de “Moreninha Linda” (Canto de entrada) a “Saudade do Matão” (Santo). São treze faixas com músicas para todos os momentos da celebração.

 

Mestre Kaika e Marcos Valenthe


Show Dois na Noite com Marcos Valenthe e Ricardo Picardi

“Dois na Noite” é o nome da dupla de músicos formada por Ricardo Picardi – Mestre Kaíka (Percussão) e Marcos Valenthe (violão), que vem se apresentando em diversas casas noturnas de Belo Horizonte, especialmente em Santê.
Mestre Kaika é bastante conhecido em Santa Tereza, onde mora, por sua versatilidade em ritmos e sua trajetória musical acompanhando diversos artistas de renome. Kaika é também reconhecido pelo trabalho com percussão desenvolvido junto aos alunos da APAE-Santa Tereza, onde montou uma bateria, que anima o Bloco de Rua Apaetucada, tradição no carnaval de Santa Tereza.
Marcos Fidelis Valentteh é conhecido na noite belo-horizontina, não só pela habilidade com o violão, mas também pela bela pela voz e a sutileza de seus poemas.
No repertório desta noite, além de canções autorais, sambas, bossa nova e por que não? Boleros, dando um toque romântico à noite e uma boa dose de aspectos teatrais.

Domingo, dia 15

Missas às 7h30, 9h e 19h.
A partir das 9h até às 12h tem o projeto Santa Leitura, no Adro da Igreja, com sorteio de livros, contação de história e livros à vontade.

A partir das 20h, logo após a missa tem quermesse animada pelo grupo Forró do Manezinho.

Forro do Manezinho

O piauiense, Manezinho é afilhado de Luiz Gonzaga, o Gonzagão, e filho de Zé Pessoa, um dos maiores sanfoneiros do nordeste. O futuro do menino Manoel Pessoa Holanda já estava selado aí, só poderia ser forrozeiro.

Manezinho saiu do Piauí no início dos anos 50 e veio para Belo Horizonte, em busca de melhores oportunidades. Aqui sentou praça, na Polícia Militar, casou e constituiu uma grande família.

Aos 80 anos, policial militar aposentado, o sanfoneiro tem o vigor de um menino de oito anos e está sempre pronto para colaborar com o próximo, com apresentações voluntárias em shows beneficentes.

Por esses trabalhos voluntários e pela importância de sua música, recebeu o título de Cidadão Honorário de Belo Horizonte em 1988.

Morador do bairro São Geraldo, Manezinho, é o líder de um grupo musical formado por cinco integrantes de sua família, irmãos, filhos e netos. Os instrumentos são o acordeom, zabumba, triângulo, agogô e baixo.

O grupo, com mais de 40 anos de estrada, abriu shows de grandes artistas como Luiz Gonzaga, Sérgio Reis, Elba Ramalho, Roberta Miranda, Tonico e Tinoco, Dominguinhos e sempre foi atração no Forró de Belô. O grupo ficou famoso nacionalmente ao ser convidado para animar o forró da Copa de 2002, quando a seleção brasileira se tornou Penta Campeã. É esse o grupo que vai animar o forró da Festa das Padroeiras no o Adro da Igreja, nesse domingo.

Portanto, preparem-se forrozeiros para balançar o esqueleto, a partir das 20 horas.

 

 

 

 

Anúncios